Dicas preciosas para organizar uma festa infantil de sucesso

Saiba como planejar e organizar uma festa infantil com todos os tamanhos

Organizar festas infantis dá trabalho, não podemos negar, principalmente se você opta por cuidar de tudo e não contratar buffets. Afinal, buffets são caros e o do it yourself (DIY), cheio de referências e tutoriais, está em alta para ajudar nessa missão de criar o momento perfeito com o ambiente com a cara do(a) pequeno(a) aniversariante!

Publicidade

Mas para ajudar na organização e aliviar um pouco do estresse que tantos detalhes podem causar, separamos algumas dicas chave para não esquecer de nada e preparar tudo para um dia agradável e divertido com os convidados.

Dicas essenciais para organizar uma festa infantil

1. Antes de tudo: listas, listas, listas…

Foto: Depositphotos

Basicamente, é aí onde tudo começa: reunindo ideias, referências, desejos, possibilidades e números – tanto de convidados quanto financeiros. Fazer um planejamento prévio é essencial para evitar um montão de dor de cabeça com itens esquecidos ou que ultrapassam o budget. A dica, então, é o seguinte: tire um momento, para reunir todas as pessoas que vão ajudar a montar a festa e faça um brainstorm com tudo de interessante que surgir, desde os possíveis temas para a festa, quanto o local, as comidas, bebidas, lista de convidados, playlist, atividades para as crianças, objetos decorativos, lembranças, etc.

É a partir desse ponto em que a festa começa a ganhar forma: com um orçamento fechado, define-se qual vai ser a divisão de valores para cada tópico. Assim, tendo ideia do tamanho do espaço onde vai ser realizada, pode-se definir qual o número máximo de convidados, o que cabe no ambiente e como é a melhor forma de decorá-lo, em que lojas comprar esta decoração ou os materiais para produzi-la em casa; quem vai produzir o bolo e as comidas (optar por um buffet ou fazer em casa?); onde serão compradas as bebidas; quem vai servir tudo; cuidar das músicas e montar o ambiente no dia anterior. Ufa!

Por isso, o planejamento é fundamental para a festa ser um sucesso: com muitas listas de tarefas, compras, planilhas de gastos, cronogramas; tudo isso pode parecer uma complicação mas é exatamente o contrário, pois com tudo organizado há menos chances de lembrar de alguma coisa fundamental no último momento e ter que correr. E, se você não contar com ajuda da família e amigos para dividir tarefas, esse momento é decisivo para entender o que dá ou não para fazer a partir da sua disponibilidade e energia.

2. Faça as crianças gastarem energia

Foto: Depositphotos

Outra coisa muito importante em festas infantis são as atividades que são oferecidas para as crianças se divertirem. Em buffets existem pessoas contratadas como animadores, que cuidam das crianças e propõe jogos e brincadeiras de forma segura, talvez alguma pessoa do time de organização possa desempenhar esse papel ou até mesmo várias pessoas se revezando, o fundamental é sempre ter algum responsável de olho.

À primeira vista, o que uma festa feita em casa ou de forma mais familiar oferece pode parecer muito pouco, como brincadeiras com bexigas, palhaços e mágicos, piscina de bolinhas, pula-pula e escorrega – estes últimos, são geralmente alugados -, mas com um pouco de criatividade, uma infinidade de opções aparecem!

Que tal investir em um bloco de folhas de sulfite, canetinhas, giz de cera, lápis de cor? E alguns carimbos? Talvez imprimir em preto e branco os desenhos favoritos das crianças, ou liga-pontos? Separe uma mesa com cadeiras, ou um cantinho acolchoado com pranchetas e está pronta uma estação de colorir! Nesse mesmo canto, alguns brinquedos e bichinhos de pelúcia entretêm aqueles que cansaram de pintar. Ou, o mais simples de tudo, peça para cada um trazer seu brinquedo favorito para conhecer o grupo!

E não se esqueça que nem todas as crianças têm tanta energia e podem precisar de um cochilo para se recuperar: um sofá bem fofinho com cobertor e almofadas pode dar conta do recado, mas se o número de convidados for grande e a música alta, vale a pena pensar num quarto mais isolado para os pequenos dormirem tranquilos.

Então vamos lá!

Com esse primeiro passo esclarecido, separamos 4 cenários possíveis, com diferença números de convidados, espaço e atividades. Com essas divisões, esperamos que você possa encontrar o que mais se encaixe nas suas possibilidades, ou até mesmo uma mistura deles! Mas não se esqueça que são dicas gerais e, se você precisar de ideias para decorações temáticas, temos diversos posts no site para te inspirar.

3. Como organizar uma festa infantil simples

Foto: Depositphotos

Uma festa de aniversário simples pode ser somente para a criança sentir que seu aniversário pode ser uma comemoração com as pessoas que ela mais ama, a conhecida “só para não passar em branco”.

As festas pequenas em casa têm com uma quantidade menor de convidados – em geral até 30 pessoas -, e o trabalho é menor e dá para caprichar no DIY para decorar a casa, pois menos trabalho não significa uma decoração desleixada. Para essa quantidade de convidados, tente utilizar diferentes espaços para dividir a festa em setores: que tal pensar em um ambiente externo, como um quintal, para as crianças brincarem e um ambiente interno para acomodar a mesa de comes e bebes e o bolo? Essa setorização ajuda na decoração e proporciona conforto e uma boa circulação na área.

Pensando nas comidas, mantenha em mente a palavra simples como chave para o sucesso, produzindo lanches e salgados em casa. Assim, pense em algo como um piquenique, com sanduíches, frutas e suco natural.

Veja também sobre a decoração de uma festa infantil simples.

Outra forma de manter tudo simples é organizar uma comemoração somente com os melhores amigos do aniversariante. Numa reunião de 10 crianças, por exemplo, dá para criar uma tarde especial com jogos e atividades alternados com as refeições.

4. Como organizar uma festa infantil para 50 e 100 pessoas

Essa é para quem tem uma família grande e muitos amigos para comemorar junto! Mas, pensando bem, entre familiares, amigos, colegas de trabalho e da escolinha (se seu pequeno já frequentar), é muito fácil chegar a uma lista com 100 convidados.

Pode parecer muito, mas não há dificuldade na organização, afinal, ela vai precisar contar com as mesmas coisas que uma festa com 20, 50 ou 150 pessoas precisa, a única questão é a quantidade. Para isso, é interessante pedir confirmação de presença dos convidados, para não errar nem para menos nem para mais nos números de comidas e bebidas. Outra ponto chave é separar a lista completa entre crianças e adultos, pensando que os adultos vão comer e beber mais enquanto as crianças vão querer brincar.

A quantidade depende sempre da variedade de salgados e docinhos que vão ser oferecidas, mas pense que numa média de 10 salgadinhos e 10 docinhos e 400mL de bebidas não-alcoólicas por pessoa. No caso de bebidas alcoólicas, entre cerveja, drinks e coquetéis, a quantidade deve ser bem menor.

O número de pessoas define também o tamanho do espaço disponível, que, para essa quantidade de pessoas circularem confortavelmente, deve ter no mínimo 50 m². Como esse espaço não é fácil de encontrar em salões, pense em espaços abertos, como jardins ou parques. Só não se esqueça de checar a previsão do tempo antes de escolher a data!

5. Como organizar uma festa infantil para até 50 pessoas

Se uma lista de convidados pode facilmente chegar a 100 pessoas, a metade disso, 50 convidados, é considerado uma festa de pequeno porte, composta por familiares e amigos íntimos. Apesar de não ser mais considerada uma festa simples, uma quantidade maior de convidados não é sinônimo de mais gastos. Como já comentamos mais acima, o segredo é se planejar e pesquisar muito antes de começar as preparações definitivas.

Com essa quantidade pode ser um pouco apertado para uma casa, mas dependendo do tamanho, é uma opção para gastar menos. Para quem mora em apartamento, pense em utilizar o salão do condomínio. Mas se o budget for maior, um salão médio de festas resolve essa questão.

Outra dica para abaixar os gastos é tentar utilizar uma elementos pontuais e minimalista. Isso não significa necessariamente nenhuma decoração, mas que com materiais simples e um pouco de criatividade, é possível criar um ambiente incrível.

Quanto as comidas e bebidas, novamente, é importante uma ideia geral das faixas etárias dos convidados e do perfil, como a quantidade de pessoas que consomem bebidas alcoólicas.

6. Como organizar uma festa infantil de 1 ano

Principalmente com o primeiro filho, o aniversário de 1 ano é um momento muito especial para os pais. Nesse tipo de festa, o foco pode estar no novo membro da família, mas todos os detalhes têm a cara dos pais pois a criança ainda não tem como escolher seus personagens e cores favoritos.

Ainda assim, como o primeiro aniversário é uma ocasião super especial, os pais devem tomar cuidado para não se empolgar demais e exagerar na decoração e nos itens, pois a nessa idade a criança exige muito cuidado. No entanto, essa é uma boa oportunidade para reunir a família e amigos e reforçar a socialização e reconhecimento do bebê.

Pela pouca idade, o horário ideal para começar é no início da tarde, um pouco antes do almoço e terminar até as 19h, assim as crianças gastam a energia e não perdem o sono à noite.

Depois do parabéns, vem o bolo

Foto: Depositphotos

Independente do número de convidados e da decoração, o bolo é um dos itens mais importantes da festa, afinal, a hora do parabéns e de assoprar as velinhas é imprescindível numa festa infantil.

Para calcular a quantidade necessária pense, em geral, em 1kg de bolo para cada 10 adultos. Se a média de crianças for maior que a de adultos, diminua a quantidade e trabalhe com gramas.  

SHARE
MostrarEsconder Comentários

Comments are closed