Receitas com bife: 10 opções para acertar no ponto e tempero!

Não tem tempo ruim com esse alimento! É clássico, versátil, vai com tudo e dependendo do corte, chega a ser super econômico.
Com tantos adjetivos, é considerado uma proteína indispensável na geladeira dos brasileiros. E aposto que todo mundo tem uma receitinha na manga para ele, certo?

O bife, ao contrário dos que muitos pensam, não se restringe apenas no acebolado. Que por sinal, existe uma técnica correta para prepará-lo. Assim, como as carnes de “segunda” também ganham um preparo especial para quebrar o tabu que é duro e tudo mais.
Tá com aquela bandejinha de filé dando bandeira por aí? Que tal preparar um bife diferente ou aprender a fazer os clássicos para arrasar ainda mais nas refeições?

Publicidade

Confira a seleção de receitas que vão te deixar com vontade de experimentar todas:

1. Bife à milanesa

Se tem uma coisa que os carnívoros curtem na culinária é o bife empanado. Esse que possui sabor de infância, combina com qualquer PF e cai bem até em sanduíches, é rodeado de truques na preparação.

O segredo dessa receita, feito com bifes de alcatra, é deixá-lo bem fininho e amaciar bem! Nesse caso, um plástico para cobrir e um martelo de cozinha (vale o rolo de pão) ajudam bastante. Aproveite esse momento para colocar toda a sua energia para fora!
E claro, como toda milanesa, empanar também é outra etapa importante. Passe no trio básico de farinha de trigo, ovo batido e farinha de rosca. Depois óleo bem quente e corre pro abraço.

O resultado é uma casquinha firme, bifes macios, bem temperados e prontos para serem devorados!

2. Bife Parmegiana

Melhor que milanesa, só o Parmegiana! Só que esse é uma versão diferente. É muito mais prático por ser um prato único que já acompanha arroz, molho de tomate e bastante queijo. Tem coisa melhor?

Nessa receita o arroz é cozido em meio ao molho de tomate. Por isso, ele deve ser especial, bem temperado e de preferência caseiro.
Já o bife à milanesa com queijo é levado separadamente ao forno apenas para dar uma leve gratinada.

A montagem não tem como fugir do óbvio: uma camada de arroz, a carne por cima e finalize com tomates picados. Acredito que não precisa de mais nada, não é?

3. Bife à Cavalo

O clássico das lanchonetes agora em sua mesa! A combinação de carne grelhada com ovo frito agradam a maioria das pessoas. Afinal, é equilibrado, fácil de preparar e uma ótima opção para os dias corridos.

Para harmonizar com a proposta, nada melhor que uma fatia grossa, de presença e com uma suculência indiscutível: o bife de ancho.

O preparo é simples, uma frigideira quente e um bom azeite. Procure não ficar mexendo nem apertando o bife, assim ele cozinha por inteiro e não perde a maciez. No final, se quiser, pode acrescentar colheradas de manteiga e ervas para aromatizar ainda mais a proteína.

Feito isso, hora de fritar os ovos. Quando perceber que eles estão no seu ponto desejado, retire e disponha-os em cima do bife. Aliás, ele fica perfeito acompanhado de fritas e um arroz branco bem gostoso!

4. Bife de panela

Comidas que levam molhos é uma tortura! Tem sabor de casa de vó, família reunida, mesa farta e o cheiro que dá para sentir daqui! Deu vontade por aí também?

O primeiro passo é temperar os bifes, em fatias mais grossas, com sal e alho. E na panela bem quente grelhe os dois lados. Lembrando que eles devem estar em contato com a superfície, nada de colocar um em cima do outro.

A partir disso, basta montar em camadas, alternando com o restante dos ingredientes e cobrindo com água quente, no final. Dessa forma, a carne cozinha, os legumes murcham, o caldo reduz e só fica aquela suculência que a gente adora!

A comida é assim: te leva à diversos lugares com os ingredientes certos. E essa é uma das receitas que vão te surpreender. Além de ser fácil, vai te transformar na nova culinarista da casa!

5. Bife acebolado

Tá pra nascer um acompanhamento melhor que esse! Parece ser extremamente simples, porém existem bons truques para torná-lo perfeito.
A primeira dica é a cebola. Essa deve ser bem branquinha e com suas extremidades excluídas, pois acredite faz toda a diferença no sabor final. Outro detalhe importante é efervescer os anéis para tirar o amargor. É um processo rápido que não leva nem cinco minutinhos.

A segunda dica é o momento de selar. Adicione a gordura na carne, ao invés na frigideira. Dessa forma, não forma aquela chuva de gordura e fumaça desnecessária na cozinha.

Em seguida frite as cebolas e deglaceie com o líquido do cozimento. Assim, pega todo o sabor do fundo panela e trás os nutrientes que estão contidos nessa água.

Se você curte o bife com maionese, acrescente algumas colheres nesse momento e aprecie um prato bem cremoso!

6. Bife de fígado

O custo benefício do bife de fígado é excelente! É uma proteína que fornece diversas vitaminas e compostos importantes para o nosso corpo. Por sua textura ser um pouco diferente de outras carnes do açougue, ela sofre um certa rejeição (principalmente pelas crianças).

Como já ensinamos como grelhar um bife acebolado, vamos dar dicas básicas de como preparar o melhor bife de fígado antes desse processo.

A primeira é a espessura da fatia, pois quanto mais grosso, mais forte será o cheiro e o sabor. Portanto, se o seu problema é aquele cheiro peculiar e o sabor muito forte, a dica é cortá-los bem finos. Ele mais fino também é mais fácil de cozinhar e de acertar o ponto.

O segundo ponto é o tempero. Sim, eles são indispensáveis no preparo de qualquer prato. No caso do bife de fígado, você deve usar e abusar sem medo! Lembrando, que o alho é sempre bem vindo em receitas salgadas.

Diferente dos outros tipos de carne o fígado precisa ser marinado para pegar bem todos os temperos. Você perceberá como ele ficará com um sabor bem melhor!

Com essas dicas seus bifes de fígado não tem como ficar ruim!

7. Bife ao molho madeira

Não existem carnes de primeira ou de segunda. O que há são formas diferentes de preparo. O bife de panela de pressão é uma ótima saída para essa proposta, deixa a proteína tão macia que chega a derreter no paladar.

Essa receita que acompanha molho madeira é uma sugestão rápida e ainda por cima pra lá de sofisticada! Digamos que é um molho simplificado, mas não deixa de ser uma alternativa para seu cardápio culinário.

A preparação, antes de ir a pressão, é bem simples. Você vai precisar da carne temperada e de um bom molho em mãos. A base de extrato de tomate e vinho tinto fazem o match incrível nesse cozimento. Fique tranquilo, pois o álcool praticamente desaparece e só sobra o leve amadeirado.

Finalize com uma mistura de farinha de trigo e manteiga (para engrossar) e adicione os champignons.

O prato fica com uma textura incrível e o molho, de tanto cozinhar, deixam um gostinho de quero mais!

Publicidade

8. Bife Bourguignon

Esse ícone da culinária francesa nada mais é que uma carne dura cozida no vinho até ficarem macias.

O segredo dessa receita está na hora de selar a carne. Pra que ela fique bem morena e bonita, precisa ter um espaçamento suficiente entre os cubos. A ideia nessa etapa é dar cor à carne. Não se preocupe em deixá-la cozida agora.

É muito comum na culinária francesa o uso de bouquet garni, que nada mais é do que um punhado de ervas presas à um barbante. Dessa forma, o sabor das ervas se incorpora à comida mas sem a necessidade de apresentar no produto final, ou seja, fica apenas aquele leve perfume (na sua cozinha também).

O prato fica ainda mais gostoso se preparado no dia anterior, já que os sabores se fixam melhor. Faça essa receita e se apaixone por ela!

9. Bife rolê

Alguns conhecem como Bracciola, mas é o famoso bife enrolado ao molho. Essa receita é um clássico na gastronomia brasileira. Por isso, não deixe de conferir essa versão que vai canela e pimenta Síria no molho.

Nessa versão, a carne bovina é enrolado na cenoura, bacon e talos de salsão. Mas você pode substituir esse último por vagem também. Essa combinação provoca uma explosão de sabores excelente!

Como a preparação é feito na panela de pressão, é preciso um molho bem caprichado! A base de extrato de tomate e água ganham temperos especiais: cebola, alho, canela, pimenta, louro e salsinha picada.

A dica é finalizar o prato com um roux, uma mistura de farinha de trigo e manteiga, que engrossa esse molho e garante uma textura agradável!

10. Bife vegano

Quer experimentar bife vegano? Então, faça essa receita que possui uma textura ótima (não ficam quebradiças) e fáceis de preparar!
Os bifes tem como base o feijão preto e purê de batata, que são ricos em proteína. Utilize elas cozidas pois proporciona a textura macia que remete ao filé mignon. Para o tempero utilize seus condimentos preferidos ou o combo da receita: sal, pimenta do reino, orégano, shoyu e cebola refogada, que finalizam de uma forma incrível!

Para a liga utilize a fécula de batata. Mas tome cuidado, para que não perca o sabor dos ingredientes. Ele não ficará uma massa moldável, este é o ponto, não se preocupe. A massa mais mole é o que proporciona o bife com o formato irregular.
Fácil, né?!

Publicidade

Agora, não existem mais desculpas para grelhar um bife errado ou prepará-lo sempre com a mesma cara.Porém, sempre existe a parte mais “difícil”: escolher qual dessas você irá preparar primeiro!